La Reina

Há uma coisa que não falam sobre contos de fadas,
As histórias das rainhas.
Não tão românticas quanto a de princesas
Essas histórias tem a solidão como plano de fundo
Uma solidão consentida, mas que, mesmo assim, não se esquiva da dor.
Escolhas.
Te encontro e nos olhos, a pupila dilata, confundida.
Não se pode demonstrar o sentimento em seu próprio reino.
Travada. Perseguida por si só, por dentro.
Permitir-se a ser o que realmente se é e
Seguir o que realmente se quer, parece ser um caminho solitário.
E quando o desejo é alcançado, deve-se lutar para mantê-lo.
E a nossa maior luta é com nós mesmos.
Por que é que a gente é assim?
Em que momento a razão dará voz ao coração?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s