O Dia do Não

Apenas me digam
Me digam o porquê
O porquê de a cada dia

A cada dia eu me distanciar ainda mais
Mais daqueles de quem eu deveria estar mais perto?
Eis o dia do não.

Vangloriando-se como se fosse um sim
Em uma equação inexata e,
Novamente, tornando tudo talvez.
Talvez,
Outra vez?

Traga-me pra perto
Roube-me de longe
Arranca-me de mim
Gaste-se comigo
Alcance-se em mim

Mas que seja doce, estou farto de dias do não!
E então me abrace para que o dia apenas termine bem.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.