Sol

Se existe uma poesia para o nascer, ela deve descrever toda a sinestesia de um único momento.Quais sensações você pode imaginar quando o Sol dá os primeiros tons de um dia, na orvalhada manhã com gosto do café ou do pão ainda fresco da padaria da esquina? O seu sorriso a me ver acordar do seu lado, mesmo de olhos quase fechados enquanto os pássaros cantam ao alaranjado céu – talvez tenha ouvido o meu bom dia.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.