Falsas sensações

Quando a indiferença é latente
E os egos inflam em tons ardentes
Em tantos caminhos já percorridos,
Eu penso em ouvir mais
Para dar certeza às minhas sensações.

A virgem que se esconde atrás de uma figura leonina
Ousada e feroz, indômita porém benigna
É somente uma menina impaciente
Dominando o seu presente,
Para dar certeza aos corações.

Sua vontade por liberdade me cativa.
Você se assemelha às minhas musas
E me encanta com desenhos, seus dotes e músicas
Nua, transforma-te em semi-deusa.
Mas tudo o que faz é para si.

Não, virgem leoa,
Você não precisa de auto-afirmações.
Só precisa de um caminho seguro
Que te deixe solta, mas que te segure
Para que não te percas nas racionais bifurcações.

Segurar-te-ia,
Mas da minha mão você desviou.
Minha poesia você não ouviu.
Te estranho: você me domina
Mas eu não te enxergo.
Qual a sua fraqueza?
Sinto apenas uma falsa sensação.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.