Por que buscamos as regras?

Por que buscamos as regras
Se desde que nos conhecemos nunca fomos o que somos?

Ela é a rainha da partida
Denota seu próprio poder
E se coloca à frente de cada movimento
– Me prende, encanta mas ouso não me render.

Meu escudo ainda me aguça a explorar
Até onde iremos neste campo.
– Estou em batalha,
E ela é contra mim mesmo.

Ora, eu removo suas armaduras e,
Talvez, você enxergue minha estratégia
– Te despir e não te atacar.
Seu passo à frente é sua maior guarda.

Rompi sua sensível fraqueza
E, como rainha que és,
Colocou todas as cartas à mesa – sua verdade.
– Provocando uma sutil estranheza.

Já não nos olhamos mais nos olhos
E não sabemos se a verdade é a regra,
Até que ela destrua todas as nossas fortalezas.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.