Eu lhe disse adeus

Foi preciso.

Nossa linguagem transmite sentimentos como as expressões do nosso rosto. E a nossa se tornou seca, apática, cheia de promessas vazias e sem amor nenhum.

Eu tentei, por amor.

Mas lhe disse adeus, porque já não o reconhecia. Uma memória farelenta que guardarei nos textos antigos e somente neles. Uma memória guardada por amor, pois as palavras, hoje, ja não devem ser mais ditas.

E isso também é um ato de amor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.