Em companhia

Não é a toa que me encontre com Álvaro de Campos e Manuel Bandeira Sem pretensões, apenas um cigarro ou um café na Tabacaria Para celebrar intimamente a morte e a vida. Entendimentos dualísticos, sobre início e fim, é nossa loucura. Loucura tal, que foi necessário desenvolver uma ciência (incompleta) Para negar, em ímpetos de … Continue lendo Em companhia

Anúncios

Alucinações no plano da realidade

Você encontra várias pessoas mas não necessariamente encontra obras-primas nelas. O ser humano é frágil. Quando a gente percebe isso em nossos heróis imortais nos damos conta de que a verdade é fajuta e a fragmentada memória em imagens quebradas busca colocar no papel tudo aquilo que não se sabe buscando nos resgatar da paranoia que … Continue lendo Alucinações no plano da realidade

Do amor

Quantos passos caminhamos Girando,entorpecidos e envenenados Para que nossas mãos se encontrassem? Um suspiro, o olhar entrelaçado Quem era você? Sorria com radiantes devaneios Quando então distantes. Um segredo guardado Tão puro e tão belo Num disfarce imaculado. Como um pássaro procurando por água Estava perto de mim E eu seria para sempre sua fonte. Extravasei … Continue lendo Do amor