A regra do jogo

A verdade mata.
Embora a mentira mate do jogo a maioria das peças,
As mais importantes e menos queridas,
Nem sempre a verdade é a regra do jogo.

Perde-se, seguidas vezes.
E você só perde.
Então você mente. A começar, para si mesmo.
Mas essas são regras do jogo
Alguém precisa perder para outro ganhar.

O mecanismo é bonito. Vende.
Mas a regra é clara.
Como peão, se você não serve mais, atrapalha o jogo.
Você é o próximo, também morre.
Te matam, sim. Porque essa é a regra do jogo.

Poucos entendem, falam bobagens.
Mentem novamente, acreditando que a mentira pode ser sua defesa.
Mas as regras do jogo já tinham definido sua sentença.
Você força uma nova mentira.
Ainda não percebeu que sempre começa mentindo a si mesmo.
E isso também te mata aos poucos.

Mente repetidamente, tentando construir sua verdade.
Na verdade, apenas aceita a derrota mais lenta.
A mentira não é a regra do jogo.
Todos perdem.
Embora enquanto peões, todos possam ganhar,

Ninguém aprendeu a jogar.

Todos perdem. Essa é a única regra que aprendi.

Quando entrei na faculdade,
Me perguntaram se eu estava aprendendo a roubar.
Deveria responder: Estou aprendendo a jogar.

E já estava jogando.

 

Anúncios